16 de abr de 2018

RRR - Reverberação Residual Resiliente

RRR - Reverberação Residual Resiliente

Essa tal de RRR ainda não existe, mas é uma ideia minha que explico em seguida.

     Hoje em dia todos conhecem os exames de DNA, impressão digital, radiografia (Raio-X), ressonância magnética, entre outras tecnologias disponíveis aos seres humanos. 

     - Pois bem, no que consiste, então, a RRR?
     A RRR é uma tecnologia que ainda não existe, mas acho que algum dia ela irá existir.

     - Como funcionará a RRR?
     Imagine a cena de um crime em que houve um disparo de arma de fogo. Neste crime só havia o criminoso e a vítima. Quando a arma foi disparada houve um deslocamento de calor e também um deslocamento sonoro, certo? Além disso a vítima pode ter caído no chão, ou gritado, e isso também gerou outro deslocamento sonoro. Essas ´pistas´ (o calor e o som), não aparecem na cena do crime, somente o projétil e talvez resíduos de pólvora, entre outros detalhes que costumamos ver nos seriados do CSI, como fio de cabelo, marcas de pegadas, etc. Agora imagine que o calor e o som ficaram ´armazenados´ (gravados) em objetos orgânicos, como por exemplo um vaso de planta. Eu acredito que isso realmente acontece, mas ainda não temos tecnologia para extrair essa informação de uma planta.
     É isso que chamo de RRR: é a capacidade de extrair uma informação de algum objeto orgânico que estava presente na cena de um crime.
     Alguns podem pensar, neste momento, que é algo impossível, mas veja os exemplos que mencionei no começo desse texto: DNA, impressão digital, etc. Algumas décadas atrás isso também era impossível. O celular, a poucos anos atrás, também não era capaz de transmitir vídeo, por exemplo.
     
     - E de que ajudará esse tipo de informação?
     Em muitas coisas. Saberemos, por exemplo, de onde exatamente partiu o disparo da arma. A vítima pode ter falado o nome do atirador antes de ser atingida pelo tiro. As possibilidades de resolver um crime serão drasticamente aumentadas com a obtenção de mais pistas e provas.

     Essa é minha ideia. Compartilhe suas ideias ou comente sobre o assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário